Witzel entra no ônibus do Flamengo com camisa de número 20 e medalha

Aline Macedo e Bruno Calixto

RIO - Com camisa do Flamengo de número 20 e medallha dourada, o governador Wilson Witzel, que já se declarou corintiano, embarcou no ônibus da delegação rubro-negra, que saiu do Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim, por volta do meio-dia, rumo à Candelária, no Centro do Rio. O número 20 na camisa é o correspondente, no Tribunal Superior Eleitoral, ao partido Partido Social Cristão, pelo qual ele foi eleito em 2018. Ele seguiu em cima do trio com a delegação rubro-negra pela Avenida Presidente Vargas.

O uniforme rubro-negro personalizado foi usado pela primeira vez pelo governador, então recém-empossado, na estreia do time da Gávea no campeonato carioca, em uma vitória contra o Bangu também por 2 a 1. Desde então, a camisa 20 tem sido utilizada publicamente em diversas ocasiões, como no carnaval.

Neste domingo, Wilson Witzel postou em uma rede social foto em que posa ao lado do atacante Gabigol. "Chegou a hora de comemorar com a torcida no Rio", escreveu. Após a vítória histórica do Flamengo por 2 a 1 sobre o River Plate, na final da Copa dos Libertadores, Witzel se ajoelhou diante do atacante Gabigol no gramado do Estádio Monumental de Lima. Na imagem captada pelo cinegrafista da Rede Globo Edu Bernardes, o governador vai cumprimentar o jogador. O autor dos dois gols da vitória rubro-negra aperta a mão de Wiltzel, mas olha para baixo e sai caminhando para o lado esquerdo. O governador fez menção de que ira lustra a chuteira do atacante.

O governador foi a Lima, no Peru, assistir à final da Libertadores da América e voltou ao Brasil no mesmo avião que o time do Flamengo, continuou a comemoração com a equipe vencedora, que quebrou o jejum de 38 anos ao marcar dois gols sobre o River Plate depois dos 40 minutos do segundo tempo.

Durante a ausência do governador, o estado ficou sob o comando do presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Cláudio de Mello Tavares. A cerimônia de posse aconteceu na sexta-feira (22), antes da viagem de Wilson Witzel, do vice-governador Cláudio Castro (PSC) e do presidente da Assembleia Legislativa do Rio, André Ceciliano (PT), para a capital peruana. No evento, o desembargador, torcedor do Fluminense, declarou que torcia pela vitória do Flamengo, e apoiou a intenção de trazer o réveillon da Praia de Copacabana para o âmbito da administração estadual.