WSL confirma cancelamento de mundial de surfe no Havaí

Renato de Alexandrino
·1 minuto de leitura

A World Surf League confirmou na tarde desta terça-feira o cancelamento da próxima etapa do circuito mundial de surfe, que estava marcada para ser realizada em janeiro, em Sunset Beach, no Havaí, conforme havia sido antecipado na segunda-feira por O GLOBO. O evento seguinte, em Santa Cruz, na Califórnia, foi adiado, ainda sem data divulgada, por causa do aumento de casos de Covid-19 na Califórnia.

Estas duas etapas não faziam parte originalmente do calendário, mas foram adicionados ao circuito de última hora para a WSL montar "pernas locais" e facilitar o deslocamento de atletas e organização.

A primeira etapa da temporada de 2021 foi realizada em dezembro, em Pipeline, no Havaí. No masculino, o havaiano John John Florence derrotou Gabriel Medina na final. Entre as mulheres, o título ficou com a australiana Tyler Wright.

A WSL também adiou o cancelamento do campeonato de ondas grandes que estava marcado para Jaws, ainda no Havaí.

Os eventos de Sunset e Santa Cruz não serão as primeiras baixas no circuito de 2021. As etapas de Portugal e Indonésia, que estavam inicialmente como "indefinidas", também não aparecem mais no calendário desta temporada.

Com os cancelamentos, o circuito mundial de surfe só volta a ser disputado em abril, de 1º a 11, com a etapa de Bells Beach, na Austrália. O evento no Brasil está previsto para junho, em Saquarema, e o WSL Finals, que vai decidir os campeões mundiais, está marcado para setembro, em Trestles, na Califórnia.

Evento em Noronha cancelado

A etapa do Qualifying Series (QS, a divisão de acesso do circuito mundial) na praia da Cacimba do Padre, em Fernando de Noronha, normalmente realizada em fevereiro, também foi cancelada. Segundo o patrocinador, o evento não será realizado devido à pandemia da Covid-19.