'Xô, tranqueira; imunização já', diz prefeito reeleito de Curitiba em posse presencial

CLEOMAR ALMEIDA
·2 minuto de leitura

GOIÂNIA, GO (FOLHAPRESS) - O prefeito reeleito de Curitiba, Rafael Greca (DEM), 64, afirmou nesta sexta-feira (1°), em solenidade presencial de posse na Câmara Municipal, que não vai poupar esforços para que os habitantes da capital paranaense sejam vacinados contra a Covid-19. "Não pouparei esforços para que todos possamos ser imunizados. Xô, tranqueira. Imunização já", afirmou, em tom de grito de guerra. "A cidade é um pássaro de duas asas. Uma é a saúde, a outra é a economia", disse ele, que foi eleito no primeiro turno com 59,74% dos votos válidos. Primeiro prefeito de Curitiba a exercer um terceiro mandato, Greca ressaltou, em seu discurso, os reflexos da pandemia da Covid-19 na vida das pessoas. "Estamos unidos e distanciados porque a cidade está doente. O mundo está doente. Essa doença nos obrigou a rever parâmetros e postulados", disse. O democrata também disse que haverá um "imenso esforço de saúde pública, que passará pela ideia de imunização já". "Como eu queria que na Universidade do Paraná tivesse um Instituto Butantan ou uma Fundação Oswaldo Cruz. Que em Curitiba tivesse um laboratório capaz de fazer vacinas", afirmou. O prefeito afirmou que Curitiba é a única cidade do Brasil a ter um fundo de emergência. "Fechamos todos os anos em azul. Saímos do vermelho, entregamos a prefeitura melhor, mais bonita e mais justa", disse, referindo-se aos seus mandatos anteriores. Durante a solenidade, Greca agradeceu aos vereadores da legislatura anterior por terem votado o Plano de Recuperação de Curitiba, lançado em 2017 e que incluiu um conjunto de medidas para melhorar a situação financeira da cidade. Ao assumir a administração municipal em 2017, o prefeito encontrou a cidade com uma dívida de R$ 1,2 bilhão e um rombo de R$ 2,19 bilhões de déficit. Na época, as receitas estavam em R$ 8,1 bilhões e as despesas em R$ 10,3 bilhões, ou seja, faltavam R$ 2,19 bilhões para fechar as contas. O valor equivalia a quatro anos de arrecadação de IPTU. A disputa eleitoral foi marcada pela ausência de Greca nos poucos debates e a união dos oponentes para tentar levá-lo para o segundo turno. Parte dos adversários chegou a organizar discursos em praça pública para criticar o prefeito, em protesto à ausência dele nas discussões e contra o escasso tempo de TV e rádio das campanhas de oposição. O prefeito declarou ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) a ocupação de engenheiro e nível educacional superior completo. Ele tem patrimônio declarado de R$ 864.720,60. Greca já foi vereador, deputado estadual constituinte, deputado federal e ministro do Esporte e do Turismo. É formado em economia e engenharia, com especialização em urbanismo, além de ser integrante concursado do Ippuc (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba). Seu vice, Eduardo Pimentel Slaviero (PSD), 36, declarou ao TSE a ocupação de empresário e tem nível superior completo. Ele informou à Justiça Eleitoral patrimônio no valor de R$ 749.743,11.