Xangai dá pequenos passos para acabar com lockdown da Covid

Moradores conversam entre barreiras em área residencial confinada em meio à pandemia de Covid-19 em Xangai

Por David Stanway e Roxanne Liu

XANGAI/PEQUIM (Reuters) - Xangai deu passos graduais nesta sexta-feira para suspender o lockdown da Covid-19, enquanto Pequim investigava casos em que suas restrições estritas estavam afetando outros tratamentos médicos.

O centro financeiro e a capital da China têm sido afetados pela pandemia, com um lockdown severo de dois meses para conter um pico de coronavírus em Xangai e restrições rígidas de movimento para acabar com um pequeno, mas teimoso surto em Pequim.

Em outros lugares, algumas áreas de fronteira na província de Jilin, no nordeste, relataram transmissões do vírus com uma fonte incerta. Jilin faz fronteira com a Rússia e a Coreia do Norte, que impôs um lockdown nacional para combater a Covid.

As restrições atingiram a segunda maior economia do mundo, mesmo quando a maioria dos países tenta voltar a algo parecido com a normalidade. Muitos chineses, desde jovens urbanos a trabalhadores imigrantes rurais, reclamam da perda de renda, dificuldade em obter alimentos e estresse mental.

A economia da China está se recuperando, mas os dados mostram apenas uma recuperação lenta e parcial, com empresas alertando sobre vendas lentas à medida que os consumidores domésticos freiam os gastos.

Como Xangai, a cidade mais populosa da China, pretende essencialmente encerrar seu lockdown a partir de quarta-feira, as autoridades permitiram que mais pessoas saíssem de suas casas e mais empresas reabrissem. Mas a maioria dos moradores permanece confinada em seus complexos e a maioria das lojas só pode fazer entregas.

Xangai também está expandindo lentamente o transporte público depois de reabrir quatro de suas 20 linhas de metrô e mais de 250 rotas de ônibus no domingo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos