Xangai impõe novos testes de Covid; algumas áreas na China prorrogam lockdown

Profissionais de saúde em tenda para realização de exames de detecção de Covid-19 em Xangai, na China

XANGAI/PEQUIM (Reuters) - Várias grandes cidades chinesas, incluindo Xangai, estão lançando novos testes em massa ou estendendo lockdowns de milhões de moradores para combater novos focos de infecções por Covid-19, com algumas medidas sendo criticadas na internet.

A China registrou uma média de cerca de 390 infecções diárias locais nos sete dias que terminaram no domingo, acima de cerca de 340 sete dias antes, segundo cálculos da Reuters com base em dados oficiais nesta segunda-feira.

Embora isso seja pequeno em comparação com um aumento de casos em outras partes da Ásia, a China é inflexível em sua política de tolerância zero contra Covid de eliminar surtos assim que surgirem. Anteriormente, quando havia um grande surto, as autoridades locais eram obrigadas a tomar medidas mais duras, como lockdowns de um mês, mesmo à custa do crescimento econômico.

Surtos persistentes e mais fechamentos podem aumentar a pressão sobre a segunda maior economia do mundo, que se contraiu acentuadamente no segundo trimestre em relação ao primeiro, depois que lockdowns generalizados da Covid abalaram a produção industrial e os gastos do consumidor.

Xangai, centro comercial do país que ainda não se recuperou totalmente do duro lockdown de dois meses e ainda relata casos esporádicos diários, planeja realizar testes em massa em muitos de seus 16 distritos e em algumas áreas menores onde novas infecções foram relatadas recentemente, após testes semelhantes na semana passada.

"Ainda há um risco de epidemia no nível da comunidade", disse o governo municipal em comunicado.

Xangai registrou mais de uma dúzia de novos casos, mas nenhum foi encontrado fora das áreas em quarentena, mostraram dados do governo local nesta segunda-feira.

"Estou sem palavras", afirmou um morador de Xangai de sobrenome Wang, já sujeito a testes todo fim de semana em seu complexo residencial. "Parece um desperdício de recursos que não resolve o problema real."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos