Xavi revela por que recusou ser técnico do Barcelona

O meiocampista também se disse 'encantado' com Quique Setién, novo treinador do clube catalão

Depois da demissão de Ernesto Valverde, inúmeros veículos de imprensa começaram a dar a notícia de que Xavi poderia ser o novo treinador do Barcelona. Afinal de contas, o meiocampista estaria trilhando os passos de Pep Guardiola, retornando para treinar o time onde marcou época. A oferta chegou, mas ninguém contava com uma coisa: a recusa do ex-jogador.

Treinando o modesto (se comparado ao Barça) Al-Sadd, do Qatar, parecia questão de tempo para que Xavi aceitasse a proposta da ex-equipe. Agora, com Quique Setién já trabalhando como comandante do clube catalão, o ídolo revelou a razão pela qual resolveu não retornar ao Barcelona.

"Recebi uma proposta do Barcelona, de Abidal e Grau, mas resolvi não aceitar. É muito cedo para treinar o Barcelona. Segue sendo meu sonho para o futuro, mas não era a hora. Estive conversando com minha família e com meus jogadores no Al-Sadd. Fiquei tentado, sim, mas agora estou completamente focado aqui." revelou Xavi.

Até mesmo Pep Guardiola, que começou sua carreira já no clube catalão, teve um ano de "estágio" no Barcelona B antes de assumir a equipe principal. Então, é hora de pisar nos freios na empolgação: Xavi provavelmente será treinador do Barça, mas não em um futuro próximo. Afinal, os Blaugranas acabaram de iniciar a era Quique Setién.

"Setién? Fico encantado com a sua forma de trabalhar. Tenho certeza que ele terá sucesso." afirmou Xavi sobre o novo treinador do clube. A era Setién se inicia oficialmente neste próximo domingo (19), quando o Barcelona enfrenta o Granada, às 17h (de Brasília), pela 20ª rodada da La Liga.