Xi diz a líderes do sudeste asiático que China não busca "hegemonia"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Presidente da China, Xi Jinping, em Pequim
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

PEQUIM (Reuters) - O presidente da China, Xi Jinping, disse a líderes dos dez países da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean) em uma cúpula nesta segunda-feira que seu país não "intimidará" seus vizinhos regionais menores em meio à tensão crescente em relação ao Mar do Sul da China.

As reivindicações territoriais chinesas sobre o mar se chocam com as de vários países do sudeste asiático e causam alarme de Washington a Tóquio.

Mas Xi disse que a China jamais buscará a "hegemonia", nem se aproveitará de seu tamanho para coagir países menores e que trabalhará com a Asean para eliminar "interferências".

"A China foi, é e sempre será uma boa vizinha, boa amiga e boa parceira da Asean", disse Xi, segundo uma citação da mídia estatal chinesa.

A afirmação chinesa de soberania no Mar do Sul da China a posiciona contra o Vietnã e as Filipinas, ambos integrantes da Asean, e Brunei, Taiwan e Malásia também reivindicam partes da rota marítima.

Na quinta-feira, as Filipinas criticaram as ações de três embarcações da Guarda Costeira chinesa que disse terem bloqueado e alvejado com canhões de água barcos de reabastecimento que rumavam a um atol sob ocupação filipina naquele mar.

Na sexta-feira, os Estados Unidos qualificaram as ações chinesas como "perigosas, provocativas e injustificadas" e alertaram que um ataque armado a embarcações filipinas invocaria compromissos norte-americanos de defesa mútua.

(Por Gabriel Crossley, Rozanna Latiff e Martin Petty)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos