Xi promete "reunificação" com Taiwan e não menciona uso de força

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Carlos Garcia e Yew Lun Tian

PEQUIM (Reuters) - O presidente chinês Xi Jinping prometeu neste sábado uma "reunificação pacífica" com Taiwan, e não fez menção direta ao uso de força, após uma semana de tensões com a ilha reivindicada pela China que geraram preocupação internacional.

Taiwan respondeu pouco depois, pedindo que Pequim abandone a sua coerção e reiterando que apenas o povo de Taiwan pode decidir seu futuro.

Taiwan, com um governo democrático, tem sido cada vez mais pressionado militar e politicamente por Pequim para aceitar a sua soberania, mas Taipei prometeu defender sua liberdade.

Falando no Grande Salão do Povo de Pequim, Xi disse que o povo chinês tem uma "gloriosa tradição" de se opor ao separatismo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos