Yellen diz que G20 está trabalhando apesar de boicote a reuniões por guerra na Ucrânia

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por David Lawder

WASHINGTON (Reuters) - A secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, disse nesta quinta-feira estar comprometida em trabalhar com o G20 para lidar com as dificuldades trazidas pela invasão da Rússia à Ucrânia, apesar de ela e outras autoridades ocidentais terem abandonado uma reunião financeira do grupo enquanto autoridades russas falavam.

“Acho que estávamos procurando uma maneira de mostrar nossa desaprovação ao mesmo tempo reconhecendo que temos muito trabalho a fazer”, disse Yellen em entrevista coletiva.

Yellen afirmou que a invasão da Rússia à Ucrânia “viola tanto as normas internacionais” que os EUA e seus aliados não permitirão que a Rússia participe de instituições internacionais, nem ouvirão os discurso de suas autoridades.

Outro boicote aconteceu nesta quinta-feira em uma reunião do comitê diretor do Fundo Monetário Internacional, nesse caso pelo ministro das Finanças do Reino Unido, Rishi Sunak, a ministra das Finanças canadense Chrystia Freeland e o presidente do Federal Reserve (banco central dos EUA), Jerome Powell, disseram pessoas com conhecimento da situação.

“As coisas não podem prosseguir normalmente para a Rússia em termos de participação em fóruns globais, seja no G20 ou outros fóruns em que precisamos lidar com desafios em comum”, disse Yellen.

(Reportagem de David Lawder)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos