YouTube abandona disputa hollywoodiana contra Netflix: Fontes

Lucas Shaw

(Bloomberg) -- O YouTube cancelou o plano de oferecer dramas e comédias de alto nível, disseram pessoas informadas sobre o assunto, deixando de lado a grande ambição de oferecer um serviço pago com programas de qualidade hollywoodiana.

A empresa de propriedade do Google deixou de receber ofertas por programas roteirizados caros, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas porque a decisão não foi anunciada. Entre os programas cancelados estão o drama de ficção científica “Origin” e a comédia “Overthinking with Kat & June”, o que levou seus produtores a buscar novas casas para os programas, disseram as pessoas.

A retirada da concorrência direta com a Netflix e o serviço Prime Video, da Amazon, refletem o alto custo -- em bilhões de dólares -- necessário para enfrentar empresas profundamente arraigadas, mesmo para uma gigante da tecnologia rica como o Google, disseram as pessoas. O YouTube gerou mais de US$ 15 bilhões em vendas de anúncios no ano passado sem uma enorme lista de produções chamativas e concluiu que o melhor é investir seu dinheiro em música e jogos.

“De certa forma, eles nunca apostaram realmente tudo na estratégia”, disse Anthony DiClemente, analista da Evercore. “É como trazer uma faca sem corte para uma briga de armas.”

Programas gratuitos

Com a mudança de estratégia, noticiada primeiro em novembro passado pela Hollywood Reporter, todos os programas do YouTube acabarão sendo exibidos gratuitamente. A empresa ainda está trabalhando nas estratégias de lançamento dos programas, disseram as pessoas.

A mudança também levanta dúvidas a respeito do futuro a longo prazo de Susanne Daniels, chefe de produções originais do YouTube desde 2015. Ela foi contratada para aumentar o volume e a qualidade da programação original do YouTube e agora busca seguir adiante, segundo pessoas informadas sobre sua forma de pensar.

“Embora seja estranhamente lisonjeiro ser o assunto das fofocas de Hollywood, saibam que estou comprometida com o YouTube e mal posso esperar para divulgar nossa sólida lista de originais novos e antigos”, disse Daniels, por e-mail.

Veterana respeitada da indústria da televisão, Daniels começou a trabalhar na empresa para desenvolver e produzir programas originais destinados a transformar o serviço de assinaturas YouTube Red em um concorrente viável da Netflix, da Amazon e da Hulu. Agora, esses esforços estão mais focados em programas como “What the Fit”, de Kevin Hart, em que o comediante faz animação de torcida com calças esportivas.

Os originais que ainda existirão no YouTube agora mudarão do serviço pago para a versão gratuita do YouTube, onde ficarão ao lado de videoblogs, tutoriais de maquiagem e vídeos de abertura de brinquedo.

O YouTube Red, por sua vez, passará a ser um serviço de música pago. A empresa encomendou uma série de curtas-metragens destacando os artistas emergentes Maggie Rogers e Gunna, e Daniels tem algum controle sobre essas produções. Mas nenhum programa pode ser aprovado sem a participação do chefe de música do YouTube, Lyor Cohen. Ele vetou um documentário sobre os Jonas Brothers, um trio pop, disseram as pessoas, e o projeto acabou indo para a Amazon.

--Com a colaboração de Mark Bergen e Anousha Sakoui.

Repórter da matéria original: Lucas Shaw em Los Angeles, lshaw31@bloomberg.net

Para entrar em contato com os editores responsáveis: Jillian Ward, jward56@bloomberg.net, Rob Golum, Nick Turner

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

©2019 Bloomberg L.P.