Youtuber é preso em SC por simular assalto em rua e acionar equipes e helicóptero da PM

Um youtuber de 28 anos foi preso, nesta quarta-feira, pela Polícia Militar de Santa Catarina por simular um assalto numa rua no bairro Nova Esperança, em Balneário Camboriú, Santa Catarina. Agentes e até um helicóptero foram deslocados para o local após pessoas se assustarem com a mobilização, acreditando que homens armados de fuzis haviam realizado um assalto e fugido numa caminhonete Ranger, e ligarem para o 190.

Em São Paulo: Polícia investiga caso de advogado TikToker baleado pela própria arma em ressonância magnética

Técnica inovadora: Bebê com tumor no pulmão passa por cirurgia no útero da mãe com auxílio

Sem saber que se tratava de uma cena para a rede social, PMs foram para o local do suposto assalto. Testemunhas relataram que o youtuber apontou uma arma para um grupo de pessoas e mandou que elas fossem embora. Em pânico, as vítimas correram até uma fábrica onde pediram que um funcionário ligasse para a polícia. Essas pessoas relataram para a PM que se sentiram "extremamente assustadas" e que ficaram em "estado emocional abalado".

Para localizar o youtuber, a Polícia Militar mobilizou todas as viaturas e motocicletas do 12º BPM, assim como o helicóptero Águia 7, e fizeram barreiras na Rodovia BR-101. Após cerca de 30 minutos, os agentes localizaram a caminhonete Ranger estacionada em frente a uma casa na Rua Nova Iguaçu. A residência foi cercada.

O youtuber, então, contou aos PMs que estava "apenas gravando um vídeo em via pública, de simulação de assalto" para seu canal e que as armas usadas em de airsoft. Ele disse ainda que não tinha autorização para a gravação. Ele foi preso em flagrante pelo crime previsto no artigo 265 do Código Penal (atentar contra a segurança ou o funcionamento de serviço de água, luz, força ou calor, ou qualquer outro de utilidade pública) e também por ameaça e contravenção de perturbação do trabalho ou sossego alheios. As penas podem chegar a cinco anos de reclusão.

As armas de airsoft e outros objetos usados pelo youtuber foram apreendidos. Nas filmadoras coletadas pelos PMs há cenas de gravações simulando o assalto.