Youtuber prova que grade do Mac Pro não serve para ralar queijo

Rafael Rodrigues da Silva

Quando a Apple apresentou a nova versão do Mac Pro na WWDC 2019 no começo deste mês de junho, os fãs mais fiéis da marca ficaram satisfeitos com o retorno da grade que se parece com um ralador de queijo, pois isso iria diminuir muitos dos problemas de aquecimento que os Mac Pro vinham sofrendo desde que seu design mudou para um formato cilíndrico, em 2013.

Mas o mercado de tecnologia não é feito apenas por pessoas que ficam deslumbradas sempre que uma empresa resolve um problema que ela mesmo criou. Por sorte, ainda existe um pequeno grupo de pessoas que não se deixa levar pelo sentimento coletivo e tem coragem de fazer os questionamentos corretos que nenhuma outra pessoa se atreveu. Pouco importa se o novo Mac Pro não deverá sofrer mais de superaquecimento, ou que ele pode chegar a custar até R$ 690 mil. Há apenas uma pergunta que deve ser feita, e poucos têm a coragem de fazê-la: o novo design da grade do aparelho pode mesmo ser utilizado para ralar queijo?

Foi o que fez o youtuber Winston Moy, que tentou mostrar se a gente poderá gastar quase R$ 700 mil na compra de um novo Mac Pro e ainda usar a grade do aparelho como ralador de queijo.

Infelizmente, a resposta é negativa. Como um símbolo maior do capitalismo, não é desta vez que a Apple venderá seu primeiro aparelho realmente multitarefas e que irá ajudá-lo nas extenuantes tarefas do dia-a-dia na cozinha de casa.

Pelo vídeo, podemos ver claramente que, apesar do visual perfeito de ralador de queijo, a grade do novo Mac Pro é apenas uma enganação, bonita de se apreciar, mas que não efetua a função para a qual claramente foi projetada. Mas não se desespere: assim como qualquer produto Apple, usar um pouquinho de criatividade e imaginação pode fazer com que ele se torne algo útil.

Tanto é que, no mesmo vídeo, Winston mostra que, mesmo que não seja um bom ralador, o design da grade do Mac Pro pode funcionar como um perfeito porta-sabonetes para o banheiro.

Mas, se você não acredita na descoberta de Winston — afinal, vai que ele foi contratado por alguma das concorrentes da Apple para falar mal da inovador ralador de queijo da companhia —, o youtuber disponibilizou para download todo o projeto que ele usou para criar a réplica da grade do Mac Pro que usou no vídeo, permitindo que qualquer um possa revisar seu trabalho e tentar usar o iShredder em casa.

Mesmo assim, tudo indica que, infelizmente, o resultado obtido por ele é real, e ainda estamos muito longe de ver um computador que também pode ser usado como acessório culinário. Continuamos torcendo para que esse seja o próximo patamar de inovação que todas as grandes empresas irão perseguir nas próximas décadas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: