Zé Ricardo tem proposta milionária do mundo árabe

Técnico já recusou recentemente ofertas de Santos e Vasco (Thiago Ribeiro/Gazeta Press)

As três excelentes partidas do Vasco na Libertadores renderam uma oferta gigante a Zé Ricardo. Por meio de um empresário brasileiro, o treinador foi avisado do interesse de um clube dos Emirados Árabes Unidos em sua contratação imediatamente. Porém, o vascaíno adiou as conversas para o fim desta semana. Ele alegou que precisava se concentrar no jogo desta quarta-feira, contra o Jorge Wilstermann, valendo vaga na fase de grupos da Libertadores.

É a terceira oferta a Zé Ricardo desde o fim do Brasileirão. Primeiro, ele foi convidado para dirigir o Santos no lugar de Elano, ainda em dezembro. Recentemente, o contato partiu do Atlético-MG. Um diretor ligou para o treinador, mas não conseguiu sequer discutir valores, por causa da recusa de Zé.

A ameaça árabe é maior porque o comandante vascaíno pode garantir um salto gigante em seus vencimentos. Hoje, ele ganha na casa dos R$ 120 mil mensais. Se aceitar o desafio estrangeiro, passará a receber em dólar e verá seu salário pelo menos quadruplicar.

O Blog procurou a diretoria do Vasco, que garante não ter sido comunicada sobre o interesse gringo. De qualquer forma, após o confronto com o Wilstermann, os homens do departamento de futebol vascaínos prometem chamar o técnico para uma conversa.

O contrato de Zé Ricardo termina em dezembro de 2018 e foi assinado em regime de CLT. Ou seja, uma eventual rescisão se dá de acordo com o que rege a Consolidação das Leis do Trabalho.

Para assegurar presença na fase de grupos da Libertadores, o Vasco pode perder até por três gols de diferença em Sucre, a partir das 21h50. Se marcar gol, o time de Zé Ricardo pode ser derrotado por até quatro gols, já que venceu na ida, em São Januário, por 4 a 0.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui: