Zelensky diz que pediu a Bolsonaro apoio a sanções contra a Rússia

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Volodymyr Zelensky (Foto: Stephanie Lecocq/Pool via REUTERS)
Volodymyr Zelensky (Foto: Stephanie Lecocq/Pool via REUTERS)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) e o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, conversaram nesta segunda-feira (18).

Nas redes sociais, o mandatário do país do leste europeu contou que pediu apoio ao mandatário brasileiro contra as sanções impostas pela Rússia. Além disso, disse que os dois discutiram sobre a exportação de grãos.

"Tive uma conversa com o presidente do Brasil. Informei sobre a situação no fronte. Discutimos a importância da retomada da exportação dos grãos ucranianos para prevenir uma crise global de alimentos provocada pela Rússia. Eu pedi para todos os parceiros apoiarem as sanções contra o agressor", declarou Zelensky em seu Twitter.

Esta foi a primeira vez que os dois conversaram desde o início da guerra com a Rússia. No domingo (17), Bolsonaro falou, em entrevista a jornalistas, no Palácio da Alvorada, em Brasília, que, caso fosse questionado por Zelensky, daria sua “opinião” sobre a guerra.

Além disso, falou que o teor da conversa não pode vazar por ser um “segredo de Estado”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos