Zelensky exige na ONU uma 'punição justa' para a Rússia

O presidente da Ucrânia, Volodimir Zelensky, exigiu nesta quarta-feira (21), ante a ONU, uma "punição justa" para a Rússia pela agressão contra seu país, ao mesmo tempo em que pediu que seja retirado dos russos o direito ao veto no Conselho de Segurança da organização.

"Um crime foi cometido contra a Ucrânia e nós pedimos uma punição justa", disse Zelensky, único líder que teve permissão para discursar por vídeo na Assembleia Geral da ONU.

Vestindo sua habitual camiseta verde oliva, Zelensky disse no vídeo pré-gravado que a Rússia violou os princípios da organização internacional.

O presidente ucraniano pediu o estabelecimento de um tribunal especial contra a Rússia "pelo crime da agressão contra o nosso Estado", assim como assegurar uma prestação de contas.

Além disso, pediu um fundo para compensar os danos que os ucranianos têm sofrido durante a invasão.

Paralelamente, Zelensy pediu que as Nações Unidas retirem o direito ao veto da Rússia no Conselho de Segurança.

A Ucrânia argumentou em ocasiões anteriores que Moscou mantém um assento que pertencia à antiga União Soviética e não à Rússia.

lb/abd/dax/af/atm/ll/mvv