Zelenskyy recebe inspetores da AIEA em Kiev

Os inspetores da Agência Internacional de Energia Atómica chegaram a Kiev e foram recebidos pelo presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy. Nos próximos dias deverão deslocar-se até à central de Zaporíjia.

Volodymyr Zelenskyy, presidente da Ucrânia: "Confiamos nos peritos, mas gostávamos de ter não apenas avaliações - que são algo tático - mas também decisões estratégicas, porque a central nuclear está em território ucraniano e é propriedade da Ucrânia."

No terreno, os bombardeamentos continuam e alimentam os receios de um acidente nuclear.

Kiev acusa a Rússia de instalar armas pesadas junto à central, mas Moscovo desmente e diz esperar ansiosamente a inspeção.

Dmitri Peskov, porta-voz do Kremlin: "Nós esperamos que esta missão decorre como foi concordado e estipulado. E repito: nós temos interesse nesta missão e estamos há muito tempo à espera dela."

Face aos receios de uma catástrofe nuclear, a União Europeia enviou para a Ucrânia cinco milhões e meio de comprimidos de iodo. Bruxelas promete manter o apoio a Kiev.

Josep Borrell, chefe da diplomacia europeia: "Este jogo nuclear na central de Zaporíjia é algo muito perigoso. A situação no terreno continua a ser bastante má."

Os inspetores da AIEA deverão avaliar nomeadamente os danos na central de Zaporíjia, mas também as condições dos trabalhadores ucranianos que se mantêm nas instalações desde a tomada de controlo por parte das forças russas.