Zema provoca Lula no dia de visita de ex-presidente a Minas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO***BELO HORIZONTE, MG, 08.04.2021 - O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo). (Foto: Alexandre Rezende/Folhapress)
***ARQUIVO***BELO HORIZONTE, MG, 08.04.2021 - O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo). (Foto: Alexandre Rezende/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Candidato à reeleição alinhado ao presidente Jair Bolsonaro (PL), o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), publicou na manhã desta quarta-feira (15) nas redes sociais uma mensagem que diz que reforçará o policiamento na cidade de Uberlândia "para não dar brecha a bandido".

A postagem coincide com a viagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à cidade, agendada para a tarde desta quarta-feira (15).

Será o primeiro ato público de Lula ao lado do ex-prefeito Alexandre Kalil (PSD), candidato ao Governo de Minas com apoio do PT.

"Uberlândia vai receber reforço policial para não dar brecha pra bandido! Vamos inaugurar a sede do 32º Batalhão PM e entregar mais 24 viaturas esse mês. Pra manter o Estado mais seguro do país, temos tolerância zero com o crime: de pequenos delitos aos ladrões dos cofres públicos", publicou o governador.

Embora não mencione o nome de Lula, o gesto foi encarado por aliados do ex-presidente como uma provocação, devido à coincidência da data.

O ato ocorrerá na Unitri (Centro Universitário do Triângulo). Além de Kalil, o ex-governador Geraldo Alckmin participará do evento, bem como os pré-candidatos a vice-governador, André Quintão (PT), e ao Senado, Alexandre Silveira (PSD).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos