'Zero remorso', diz delegado sobre mãe que envenenou e matou filho por ser autista

Mulher presa na Bahia por envenenar e matar filho de 5 anos por ser autista não demonstrou remorso. Foto: Reprodução/Polícia Civil
Mulher presa na Bahia por envenenar e matar filho de 5 anos por ser autista não demonstrou remorso. Foto: Reprodução/Polícia Civil
  • Delegado disse que mulher presa na última quinta-feira (5) por envenenar e matar o próprio filho, de 5 anos, não demonstrou remorso em depoimento;

  • A mulher confessou à polícia que matou o filho porque ele tinha transtorno do espectro autista;

  • O caso está sendo investigado pela Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) do município de Itaberaba.

A mulher que foi presa pela Polícia Civil na última quinta-feira (5) por envenenar e matar o próprio filho, Romério Sampaio Vaz, de 5 anos, no município de Ibiquera, na Bahia, não demonstrou remorso durante seu depoimento à polícia.

A informação foi divulgada pelo coordenador da Coordenadoria Regional de Polícia Civil (Coorpin), o delegado Geraldo Adolfo.

"Ela não apresentou nenhum tipo de remorso durante o depoimento. Confessou o crime com tranquilidade", afirmou ele.

Leia também:

No depoimento, a mãe do menino confessou que o matou por causa de seu transtorno do espectro autista. De acordo com ela, o garoto "mexia nas panelas e desarrumava a casa".

O assassinato aconteceu no último domingo (1°). Contudo, a polícia só soube do caso após moradores denunciarem a situação na última quinta-feira.

A mãe de Romério e mais duas mulheres que a ajudaram foram detidas. O avô da criança está sendo procurado por suspeita de participação no crime.

Na ocasião, quando questionada pelos policiais sobre o paradeiro do filho, a mulher disse que ele estava viajando.

Após ser interrogada novamente, ela confessou o crime, que aconteceu no sábado (30) por meio do uso de veneno para rato na água e comida da criança.

Os nomes dos detidos não foram informados segundo a Lei de Abuso de Autoridade. O caso está sendo investigado pela Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) do município de Itaberaba.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos