Zico posta nova versão de música da torcida do Flamengo e agradece por retirada de ofensa a Pelé: 'Obrigado, Nação'

A nova versão da música da torcida do Flamengo que exaltava Zico e ofendia Pelé agradou o Galinho. Nesta segunda-feira, o ídolo, que havia pedido a mudança, postou vídeo das arquibancadas entoando a versão modificada do canto, agora sem ofensas, e agradeceu à torcida rubro-negra.

"Obrigado, Nação. Isso é Flamengo. Recebi muitas mensagens e que seja um ano de muitas vitórias e conquistas. Saudações rubro-negras", escreveu o ídolo do clube.

A versão original do canto chamou atenção ao ser cantada durante o minuto de silêncio — dedicado ao Rei e a Roberto Dinamite — de Flamengo x Audax, abertura do Campeonato Carioca, na quinta-feira. Na letra, Pelé era chamado de "maconheiro".

"Zico, Zico, Zico, Zico, Zico. O Pelé é maconheiro. Maradona, cheirador" foi alterada para "Zico, Zico, Zico, Zico, Zico. Gabigol é artilheiro. Adriano, imperador". A nova letra foi cantada pela primeira vez neste domingo, em goleada por 4 a 1 do Fla sobre a Portuguesa, pelo estadual.

Na ocasião, Zico revelou irritação com o canto e chegou a pedir que torcedores parassem com a música. "Não permito que cantem essa música quando vou a algumas coisas no Flamengo. Quem me acompanha sabe disso. Só tenho a dizer que espero que a torcida do Flamengo não faça mais isso", disse. O pedido do Galinho foi atendido.