ZONA ELEITORAL-Salles e Janones quase saem no tapa nos bastidores de debate

Ex-ministro Ricardo Salles

("Zona Eleitoral" é uma coluna de notas sobre as eleições gerais deste ano, produzida pelos jornalistas da Reuters no Brasil)

28 Ago (Reuters) - No lounge do debate de candidatos à Presidência --organizado por um pool formado por Band TV, TV Cultura, UOL e Folha de S.Paulo--, Ricardo Salles (PL), ex-ministro do Meio Ambiente de Jair Bolsonaro (PL), e André Janones (Avante), maior artilharia lulista nas redes, bateram boca e tiveram que ser contidos pelos seguranças.

Após o entrevero, Salles, em conversa com jornalistas, elencou palavrões para se referir a Janones, mas não explicou o motivo do desentendimento.

PROVOCAÇÃO CONTINUA

Janones e Salles estão a poucas cadeiras de distância e continuam se provocando. Quando Lula mencionou “passar a boiada”, Salles aplaudiu e Janones lhe exibiu um dedo.

BOLSONARO ATACA JORNALISTA

Bolsonaro atacou a jornalista da TV Cultura Vera Magalhães durante o debate, chamando-a de “vergonha do jornalismo”. O presidente, já condenado pela Justiça por fazer ataques misóginos a outra entrevistadora do debate (Patrícia Campos Mello, do jornal Folha de S. Paulo) está bem atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na fatia do eleitorado feminino segundo a última pesquisa Datafolha --47% a 29%.

A candidata Soraya Thronicke (União Brasil) se solidarizou com Vera Magalhães algumas respostas depois.

(Por Flávia Marreiro)