Zona Sul cativa corações com quiosques em Niterói e Tijuca

·3 min de leitura

A gastronomia é a arte que conecta sabores e aromas. Ela traz prazeres cotidianos, provoca os sentidos e conta uma boa história. É capaz de criar pontes entre os alimentos e as emoções. Há mais de 60 anos, o Zona Sul preza por criar uma ligação com uma das coisas mais importantes da vida dos clientes: a memória afetiva. A jornalista Sheila Morello, de 40 anos, defi ne como gastronomia afetiva a sua paixão pela marca. Filha de italianos, é nas gôndolas da loja no Recreio dos Bandeirantes que a carioca revive a infância na Itália.

— Entro na loja e me recordo de uma época boa da vida, me sinto mais perto da família. O Zona Sul não é só o melhor mercado do Rio. Também me traz memórias afetivas que os outros não me proporcionam — conta a infl uenciadora, dona do perfi l @esposaestagiaria.

As ótimas pizzas e massas artesanais do Zona Sul fazem a jornalista e os demais clientes se transportarem para uma cantina na Itália. Nos últimos dez anos, muito desse sucesso se deve ao talento do chef Piero Cagnin. Ele faz parte de um time de 12 experts e sete chefs em loja que tornam a experiência do consumidor mais apetitosa.

— Minha missão é ensinar e desvendar os mistérios da gastronomia de forma simples. Faço com que aspessoas entendam ou descubram a história por trás de um ingrediente ou prato — afi rma o chef italiano.

CONEXÃO DE SUL A NORTE

A boa culinária de Cagnin agora pode ser degustada de Sul a Norte do Rio, já que há um quiosque instalado no Shopping Tijuca. Lá o público terá o prazer de provar a simplicidade de um bom prato e aprender mais sobre gastronomia.

Os experts e consultores estabelecem uma conexão dos cariocas com a origem dos alimentos. Selecionar os produtos testados pelos sentidos é uma das funções de Marcelo Scofano, especialista em azeites e temperos há 13 anos.

E assim como a Tijuca, Niterói também vai poder experimentar as delícias do Zona Sul. Já provou um canapé de morango marinado no azeite e no vinagre com sorvete? É uma explosão de sabores.

— O carioca é quem mais consome azeite no Brasil, três vezes mais que os demais brasileiros. Queremos atrair novos clientes e agraciar os nossos já fi éis com os melhores produtos, levando informação sobre azeites para ainda mais gente — afi rma Scofano.

CONEXÃO FAMILIAR

Os clientes buscam mais do que só consumir: querem se sentir pertencentes. O casal de publicitários Milena Scuderi, de 22 anos, e Frederico da Gama, de 26, vê na gastronomia uma mistura de amor, dedicação e desejo de criar receitas. Cozinhar é o hobbie preferido dos influenciadores do perfil @pratoideal, com os produtos diferenciados do Zona Sul.

— Produtos selecionados, nacionais e importados de primeira qualidade nos remetem ao Zona Sul. Apreciamos a variedade e o atendimento — diz Milena.

Cada cliente tem um paladar singular, mas abertura para novas experiências. Por isso, apreciar a cerveja certa pode romper o preconceito com o amargor da bebida. As melhores dicas são do expert José Raimundo Padilha.

— O cliente tem preferência por aquilo que já conhece, mas também é aberto a novas experiências. Por isso, buscamos os melhores rótulos com os ingredientes favoritos do cliente — diz Padilha, sommelier há 10 anos.

A grande novidade para o réveillon será a cerveja rolhada, para estourar na virada como um bom espumante ou champanhe. Nos quiosques, serão apresentadas essa e outras inovações, além de aulas com degustações de cervejas. Uma conexão como essas, só o Zona Sul pode proporciona.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos