Zoo de Mykolaiv mantém-se aberto apesar da guerra

No jardim zoológico de Mykolaiv, no sul da Ucrânia, os visitantes podem ver os animais dos quatro cantos do mundo que aqui vivem, mas também ver os restos de um rocket russo que caiu aqui há pouco tempo. Para quem passa por aqui, serve para lembrar que esta, apesar de tudo, é uma zona em guerra.

O zoo é uma das poucas infraestruturas de cultura e lazer que restam em Mykolaiv. A linha da frente não está muito longe: "Este é um sítio maravilhoso para nos distrairmos da guerra, relaxar, passar tempo com a minha filha, entretê-la, fazer com que se interesse pelas coisas e ensinar-lhe algo. O jardim infantil deixou de funcionar, assim tentamos ensinar-lhe o que podemos", diz Tetiana, visitante do zoo.

Manter o jardim zoológico aberto em clima de guerra é um verdadeiro desafio. É preciso, ao mesmo tempo, garantir a segurança dos funcionários e visitantes, e também o bem-estar dos animais. Nada pode faltar: Yuriy Kyrychenko, diretor-adjunto do zoo, e todos aqueles que mantêm a estrutura em funcionamento sabem que é essencial que os animais tenham água, comida e medicamentos: "Não há água potável na cidade e a água que corre nas torneiras vem de um estuário salgado. Por isso, precisamos de trazer contentores com água potável, instalámos um em cada um dos departamentos do zoo", explica Kyrychenko.

O zoo mantém-se em funcionamento graças à ajuda de voluntários, tanto ucranianos como estrangeiros, além do apoio dado por vários zoos no mundo e aos bilhetes comprados online por pessoas de vários países, para ajudar a instituição.

Em tempo de guerra, os responsáveis pelo zoo mantém as portas abertas todos os dias, até porque este é um lugar muito especial para os habitantes de Mykolaiv. Traz memórias preciosas e serve de escape à realidade do dia-a-dia, marcada pela violência e pela destruição.

"Todos os dias despedimo-nos das pessoas com esperança de que nos voltemos a ver no dia seguinte", conta Kyrychenko.

Todos os dias despedimo-nos das pessoas com esperança de que nos voltemos a ver no dia seguinte.

O grande desafio para a sobrevivência do zoo chega no inverno. A estrutura de aquecimento e fornecimento de energia é frágil e vive constantemente ameaçada pelos mísseis russos. A direção promete fazer o possível por proteger os animais, mas não sabe se vai conseguir.