Mark Zuckerberg gasta US$ 23,4 milhões com segurança pessoal

·1 minuto de leitura
Facebook Chairman and CEO Mark Zuckerberg testifies at a House Financial Services Committee hearing in Washington, U.S., October 23, 2019. REUTERS/Erin Scott
Além de ameaças, os motivos do investimento de Zuckerberg são as várias polêmicas com as quais a companhia esteve envolvida em 2020 (Reuters/Erin Scott)
  • Mark Zuckerberg gastou US$ 23,4 milhões com segurança

  • Conta do CEO do Facebook é relativa ao ano de 2020

  • Gasto total do alto escalão do Vale do Silício foi de US$ 46 milhões

Manter a segurança do CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, não é tarefa fácil nem barata. Somente em 2020, ele precisou investir US$ 23,4 milhões (quase R$ 122 milhões na cotação atual) em segurança pessoal. As informações são do site Protocol.

Leia também:

Esse valor é quase metade dos US$ 46 milhões gastos em segurança pelo alto escalão do Vale do Silício no ano passado. Além de ameaças ao executivo, os motivos do investimento são as várias polêmicas com as quais a companhia esteve envolvida em 2020, incluindo a pandemia da covid-19 e as eleições presidenciais. 

Ranking

No ranking de gastos com segurança, quem vem no segundo lugar é a COO do Twitter, Sheryl Sandberg, bem atrás de Zuckerberg, com US$ 7,6 milhões. Na terceira posição, com um gasto de US$ 5,4 milhões, está Sundar Pichai, CEO do Google, seguido por Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, que gastou US$ 1,6 milhão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos