Zuckerberg vende casa em São Francisco por R$ 166 milhões

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Mark Zuckerberg vendeu a propriedade que comprou 10 anos atrás (Getty Image)
Mark Zuckerberg vendeu a propriedade que comprou 10 anos atrás (Getty Image)
  • Imóvel comprado pelo CEO da Meta foi vendido por mais de R$ 166 milhões;

  • Casa foi comprada em 2012 e passou por grandes reformas;

  • O bilionário ainda tem outras propriedades nos EUA.

Não é só com empresas de tecnologia que Mark Zuckerberg faz a fortuna aumentar. O bilionário vendeu uma casa em São Francisco pelo triplo do valor que pagou 10 anos atrás.

O CEO da Meta, vendeu um imóvel em São Francisco, na Califórnia (EUA), por US$ 31 milhões (equivalente a R$ 166 milhões). San Francisco Chronicle afirma que essa foi a propriedade residencial mais cara vendida na cidade neste ano.

A mansão está localizada no bairro de Liberty Hill e tem mais de 2,1 mil metros quadrados de área construída em um terreno que ocupa mil metros quadrados. O imóvel fica perto do Mission District e do Zuckerberg San Francisco General Hospital and Trauma Center.

A residência de luxo foi construída há quase cem anos foi e comprada por Zuckerberg em 2012, dois meses depois que o então Facebook abriu o capital para o mercado.

Na época da aquisição, o empresário e a esposa, Priscilla Chan, realizaram uma reforma multimilionária no imóvel, inserindo no projeto original novos cômodos, como lavanderia, adega, bar molhado e jardim de inverno, de acordo com informações do SFGate.

Apesar da venda, o bilionário não precisará se preocupar de ter onde morar. Além da residência em São Francisco, Zuckerberg ainda possui várias outras propriedades no Vale do Silício, Lake Tahoe e Havaí, segundo o Insider. Não vai faltar espaço para o dono da Meta descansar a cabeça após faturar mais alguns milhões com os empreendimentos que gerencia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos